INSTITUIÇÃO

Histórico

 

Missão Institucional

Inspiradas nos ensinamentos do Evangelho e nos exemplos das fundadoras, a Congregação das Irmãs Beneditinas da Divina Providência se estabelece em nível Nacional e Internacional, mantendo unidades de Ensino voltadas para a educação formal e sistêmica  de (ou com) ensino seriado à luz da Legislação em vigor.

Para a realização de sua missão e fiel à identidade de escola católica, o Instituto Pio XI assume os preceitos enunciados na declaração "GRAVISSIMUM EDUCATIONS", do Concílio Vaticano II, que exorta e aconselha as crianças e os jovens a apreciarem os valores morais com consciência reta, assumindo-os por adesão pessoal, como também, convida-os a conhecer e amar a Deus de modo mais perfeito, estabelecendo o direito de todas as pessoas, à educação que corresponda à sua finalidade, à sua índole, acomodando-se à cultura e às tradições nacionais.

 

Origem

Instituto Pio XI

 

Tudo começou assim:

Em 1937, quando o mundo caminhava lentamente, nascia uma semente destinada à longevidade e ao sucesso. Inicialmente, era frágil; crescia muito pouco. Plantada pelo Monsenhor João Gonçalves de Barros nesse mesmo ano, em 16 de março,a pequena casa situada na Rua Roberto Silva, na época, nº 17 - Bairro ou Estação de Ramos, abriu suas portas à infância e à juventude particularmente necessitada.

Dentro em breve, graças às exigências da época por uma educação de qualidade na Zona da Leopoldina, a recém-nascida Casa de Ensino começa a destacar-se no cenário pedagógico da região. O fruto semeado pelo Monsenhor Barros dá os primeiros sinais de que veio para fazer dos seus educandos pessoas destinadas ao sucesso e à cidadania plena.

A partir do dia 10 de junho de 1940, o pequenino Pio XI passa a funcionar sob a responsabilidade de Dona Francelina de Oliveira Quito, visto que o Monsenhor Barros adoeceu subitamente, fato que o impediu de permanecer à frente dessa grandiosa obra.

Em 1953, o então pequenino Colégio é posto à venda. Dona Maria da Cruz, membro da Legião de Maria na Paróquia de Nossa Senhora das Mercês, entra em entendimento com a Congregação das Irmãs Beneditinas da Divina Providência e informa-lhes o que vem acontecendo.

A Congregação das Irmãs Beneditinas, com a ajuda de Dom Jaime de Barros Câmara, apresentou a proposta de um empréstimo do Pio Brasileiro de Roma e comprou a propriedade.

A partir do dia 19 de janeiro de 1953, o Instituto Pio XI passa a funcionar sob a responsabilidade das Irmãs Beneditinas da Divina Providência, sob os cuidados e trabalho de sete religiosas. Tendo como a 1ª superiora a Irmã Maurícia Laboranti, as Irmãs iniciam um grande trabalho, vencendo dificuldades diversas, para atender aos 400 alunos matriculados.

O Instituto é grato às famílias dos senhores Joaquim Ferreira e Paulo Pereira que, lado a lado com as Irmãs, não mediram esforços para o crescimento da semente recebida.

Com o passar do tempo, o colégio admitiu professores leigos. A primeira delas foi a professora Marly Edna de Araujo Tinoco.

E o Instituto Pio XI não parou mais de crescer, no sentido mais lato da palavra: instalações físicas, corpo docente especializado e comprometido, excelência na qualidade do ensino, vanguarda educacional, mantendo, em cada gesto, ano após ano, o compromisso de Acolher, Assistir e Educar, a infância e a juventude, mantendo com as famílias a união necessária para que o aluno tenha a plenitude do saber e do carinho.

Muitas obras — quer educacionais, quer não — já encerraram suas atividades. Como o fruto cuja semente caiu em solo fértil, a casa sobre a rocha, no coração do bairro de Ramos, o incansável Instituto Pio XI mantém-se cada vez mais jovem porque sabe que em matéria de Educação, envelhecer é deixar para trás os fundamentos da Pedagogia, a qual foi criada, desde a Antiguidade, para tornar o cidadão feliz.

 

LOCALIZAÇÃO

Rua Roberto Silva, 71 - Ramos
CEP 21060-230
Rio de Janeiro - RJ

Veja Mapa

HORÁRIO

De segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

 

FALE CONOSCO

3194-1401

3194-1404


Email: atendimento.pioxi@abeas.org